When I’m 64

De vez em quando a gente topa com uns eventos que nos fazem relembrar a maldita frase: “estou ficando velha”.
Minha última semana teve várias demonstrações disso: primeiro vemos que “nossos calouros” na faculdade são dos anos 90, aí tem o fato de você simplesmente não se perder mais nos corredores, piora quando você vê aglomerações de jovens (sim, porque todo mundo começa a parecer jovem) falando alto e rindo descontroladamente… e finalmente: quando calourada é uma palavra abominável aos seus ouvidos.

Tudo bem, eu admito que eu acabei indo e fazendo parte da festinha. E, na verdade, a coisa teve seu lado positivo: agora eu tenho certeza que detesto muito tudo isso. Só para ilustrar o estado das coisas, vou citar as palavras de uma colega de classe que servem muito bem pra dar uma idéia de como estavam os hormônios dos university newbies: “Sai da frente! Não estou em micareta!”.

Apesar de tudo acima citado, o Troféu “Eu confesso, sou teenager” (sim, acabei de inventar um prêmio pra essas coisas) vai para a garota na sala de espera do dentista. Meu humor já não estava bom: tinha acordado cedo pra ter aula numa turma de pessoas que cultivam um estilo de vida à la Malhação, estava esperando (pra quem não sabe, esperar e ficar na dúvida estão no topo das coisas que eu mais odeio em todo o universo) há 2 horas e, ainda por cima, estava tentando terminar/começar uma leitura acadêmica, lutando contra as pálpebras que insistiam em cair. Nesse contexto maravilhoso, me chega a menina. Claro, logo ela tirou um celular da bolsa (quem vive sem celular?) e começou a futricar o aparelho. De repente ela começa a falar. E, tão repentinamente quanto começara, ela para. Uns 10 segundos depois a cena se repete. E depois de novo. Aí me caiu a ficha: 3 segundos!

Entreguei meus pontos. Preferi seguir consultório adentro e assistir a dentista colocando/instalando o aparelho no meu irmão. Show de horrores por show de horrores, pelo menos ali estava mais perto da janela. Qualquer coisa, era só pular.


*Ao som de Sonny and Cher – I Got You Babe

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “When I’m 64

  1. Helen

    E eu, uma caloura-não-caloura, numa sala cheia de calouros-calouros que acham que o Shopping Rosa (bar mais Zeca Pagodinho do que aquele ‘restaurante’ na praia onde compramos Coca Cola no dia do Claro Que é Rock! I know!) é o supra-sumo da estação? Gente, a pracinha logo ali, um quarteirão de distância, com CADEIRAS SUFICIENTES (I know!)…Mas “tá ruim, tá ótimo, tá ruim, tá ótimo” (Maisa mode: off). As pessoas são até melhorzinhas (pffffffffff!) do que eu imaginava e eu nunca fui adepta dos “agitos da galera” (kkkkkkkkkk bemmm Malhação), mesmo.Agora, essa LAMA de 3 segundos, gente, eu estou boba que isso ainda existe. Pra fazer isso ATÉ HOJE a pessoa se tornou um robô muito do limitado, que nem vê o que tá fazendo. Crrruuuuzeiishhhh!Chuchu, vc recebeu minha msg hoje cedo? Estou suspensa 6 meses na biblioteca (vergonha mode: on eterno), vou furar com aquele livro lá… =/ Desculpeeeeee!Besos e posta mais! Êêêêêêê!P.S.: você viu a indicação de site de amostras de perfumes importados que te mandei? Aquele lá é meio que uma pesquisa de campo, conforme vamos participando recebemos cada vez mais brindezinhos. Yuppieeeeeee! Cadastre djá! (Pronto, o vício tomou conta)

  2. lévia

    beibe, ainda vou te levar pra um monte de caloradas vc vai ver!…até o dia que vc disse….”até que essa foi boa’…ahahahahahabjo!

  3. lela

    Fiaaaa, atualizaaaaaa!Vamos encontrar essa semana???Besossssss!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s