Here comes your man

… do Pixies, é a música que me fez ressucitar. Ressucitar para o mundo musical, quero dizer. Porque, como eu já disse por aqui antes, eu tenho crises musicais que me levam ao fundo do poço.

Algumas vezes eu me bandeio pra uns lados bizarros (cheguei a escutar várias vezes Britney Spears e Lady Gagas da vida nesses momentos obscuros), mas sinceramente não sei o que é pior: virar uma musical whore ou simplesmente parar de ouvir música. Sinceramente acho que a coisa tá brava quando eu paro de abrir o iTunes – seja pro que for. A vida fica melhor com canções para alegrá-la (mesmo que seja um trash pop da vida).

Fazia já não sei quanto tempo que eu não me importava em fazer um agrado pros meus tímpanos, mas eis que, navegando pela internet, entrei em um site que tinha trilha sonora. Geralmente eu não gosto dessa firula toda em site, acho um saco porque a) vira uma bagunça com a música que eu já estou executando no computador (o que obviamente não era o caso nessa ocasião particular) e b) deixa a navegação mais lenta, isso quando não trava o programa. E normalmente eu iria maldizer mentalmente quem quer que tivesse tido a idéia de colocar música (sem player!) naquele site, mas… estava tocando “Here comes your man”. E não que essa seja uma música que eu particularmente ame (eu gosto), mas naquele momento a música parece que se encontrou com meu espírito e o resgatou daquele marasmo. Acho que é aquela história da coisa certa no momento certo, sabe? Sei lá, casou com meu humor e eis que eu estava enfeitiçada.

Nem preciso dizer que “comprei” o álbum do Pixies na hora (se chama Doolittle, by the way, e é muito bom!) e me pus a escutá-lo. Depois mudei de faixas, scrolleei a minha lista conscientemente pela primeira vez em um mês. Ó, que felicidade!

E depois, fuçando blogs da vida (já falei que tô viciada em blogs de mulherzinha?), achei uma indicação de uma banda fofa que toca músicas pop do momento em versões rockabilly.

Ladies and gentlemen, eu vos apresento The Baseballs:


*Ao som de Pixies – Here Comes Your Man

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Here comes your man

  1. Eu tb sou meio inconstante musicalmente (vou tentar me lembrar do album que vc indicou), mas ao mesmo tempo eu sou bem chata no quesito “musicas comerciais”. Na verdade eu aplico às musicas comerciais o mesmo principio que eu aplico a todas, que tem a ver com o meu conceito de musica. Musicas sao feitas com um sentido e uma destinaçao – seja ele o top 10 da radio ou a revoluçao do proletariado – e isso faz com que eu nao goste de Umbrella nem se o Chico Buarque resolver cantar um dia (ok, impossivel, mas vc entendeu o que eu quis dizer). Acho que é bem chato como concepçao de musica, mas ao mesmo tempo eh realmente o que eu penso (nao que eu tenha algo contra musicas dançantes, pelo contrario).
    E aqui, por falar em chatisses minhas, outro dia estava pensando sobre o fato do futebol.. Vc reparou no tanto de patricinhas que estao indo ao mineirao ultimamente, soh pq o cruzeiro esta numa boa fase? Tipo patricinhas que antes riam do fato de EU ir ao mineirao e que agora fazem albuns no orkut cheio de fotos do tipo “EU e a mafia azul”, “EU e o bandeirao”, “MINHA BUNDA e nao sei mais o quê”, no mais estilo “câmera digital = foto sensual”. Arg, isso me dà nos nervos!!! Abaixo a PATYzaçao do futebol!!!
    E vc vem pra Paris mesmo?! Que boooom :))))

    • Olivia

      Ah, pois eu adooooro versões! Acho super criativo e acredito muito que a interpretação pode mudar a música completamente e torná-la melhor. Vc nunca viu o vídeo do Travis tocando “Baby one more time” da Bitchney??? Suuuper adoro! Concordo que as músicas são feitas para serem mainstream e tal, mas todos os elementos que compõem ela são pensadas para tal, então escolhas de arranjos, ritmo e tudo mais também fazem parte. A mudança de alguma coisa aí no meio pode mudar o público, mesmo q a melodia e a letra continuem iguais. A versão dos Ramones de “What a wonderful world” certamente não tem o mesmo público (e nem foi pensada para ter) que a original.
      E sobre futebol: ou, há tempos q eu vejo meninas q gostam de futebol e posam de musas do time, isso não é novo. O q pode ser novo é a quantidade de gente q agora faz isso, mas confesso q não notei, simplesmente pq provavelmente vc é a única pessoa q eu conheço q gosta de futebol (do sexo feminino, claro). A maioria das pessoas q eu converso simplesmente despreza. Hunf. Mas xô falar: eu tb vou no mineirão só qdo o cruzeiro ta em boa fase e faço isso por dois motivos: 1) se ele esta em boa fase quer dizer q os jogos sao mais importantes e portanto emocionantes – e futebol é emoção (ui); 2) boa fase significa mais vitórias, entao é provavel q ele ganhe o jogo e eu quero ir no estádio pra ver meu time ganhar – pra que sair de casa, enfrentar trânsito, perder preciosas horas da vida pra passar raiva vendo o time perder?
      E sim, irei a Parrí!

      PS: as suas legendas-exemplo de fotos são ótimas! hhahahaha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s