Changes

Há dois meses atrás eu não pensaria. Era tudo um bicho de sete cabeças, como eu disse. Mas a vida está aí pra nos surpreender.

As duas massas são minhas, mas foi o da direta que eu "trancei" - o mais bonito. Há!

Pode falar, minha gente. Podem começar com os elogios. Com as exclamações de surpresa e de incredulidade também. Agora eu falo com aquele olhar de sabedoria lançado ao infinito: I have changed. Não olharei mais (tão) assustada para a cozinha, para todos os utensílios que nela habitam, para todos os ingredientes que estranhamente misturados resultam em comida.

Sinto que sou uma pessoa mais forte, mais firme, mais confiante e segura de si. Eu fiz um pão, e ninguém nunca poderá tirar isso de mim! (Independência! – Não sei, parecia que o momento pedia esse grito de emancipação.) Eu fiz pão.

*Ao som de David Bowie – Changes

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

4 Respostas para “Changes

  1. Helen

    Biba, meus parabéns! Seu pão ficou LIN-DO! Ele é de que? É difícil fazer? Me dá a receita?

    Depois te ensino a fazer lasanha.
    E arroz.
    (As duas únicas coisas mais ‘complexas’ que eu sei)

    Besos! =**

    • Olivia

      É pão normal. Farinha, ovos, sal, açúcar (ele não fica doce, dá pra vc comer com geléia ou queijo por exemplo, ou seja, doce ou salgado), óleo, femento… Não lembro se tinha mais coisa. O chato é q ele é desses que tem que fazer a massa e depois deixar lá um tempinho pra ela crescer, sabe? E faz mta bagunça, pq tem q mecher mto com farinha, principalmente na hora de trançar (eu saí da cozinha q nem um fantasma). Assim, na verdade eu fiz ele sob supervisão, com uma pessoa me falando o q fazer, mas não é lá um bicho de sete cabeças e acho q se eu tentar fazer de novo sozinha consigo. Bem, assim espero (não q eu esteja pensando em fazer de novo tão cedo).

      Ai, arroz comigo é uma luta..!!! De vez em qdo sai bom, outras vezes não… Meu problema é a quantidade de água e o espaço de tempo entre uma água e outra. Ah, e a temperatura, pq eu nunca sei se é fogo baixo, médio. Ou seja, TUDO é o problema! Hahahah!

      Besos, amoreenha!

  2. lévia

    nossa, estou tao ausente de blogs que perdi essa!!!!!!!!!!!!!!

    muitos parabens! o pao é o inicio de tudo, na berdade, devo dizer que nem é o mais facil, vc começou pelo que muita gente nem sabe!!! go girl!!!!

    =)

  3. Pingback: Hot One « Nowherelander

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s