Last Christmas I gave you my heart

O título é só porque essa porcaria está na minha cabeça já que todas as lojas estão tocando isso. É impressionante. TODAS as lojas que eu entrei. E olha que no Brasil sempre tivemos a tradição insuportável de só ouvir “Então é Natal” by Simone. Mas enfim.

Maratona de filmes de Natal!

(Parte 3)

Raras são as continuações que valem a pena, não é? Não estou levando em consideração filmes que simplesmente têm sua história dividida em mais partes (“Senhor dos Anéis”, “Harry Potter”…), mas somente aqueles que tiveram uma continuação inicialmente não planejada. Bem, “Home Alone 2: Lost in New York” (1992) é uma continuação legal. Mas assim, é mais do que você espera de uma continuação, poderia ter feito sucesso como filme independente da franquia, mas não é lá graaaande coisa. Eu acho. E principalmente porque eu acho que exageraram nas partes cômicas (sabe aquela coisa de gente gritando olhando pra câmera de desespero, tudo muito ensaiadinho? Pois é.). Mas enfim, legal. Acho que Nova York tem um apelo grande, né, pros americanos e pro mundo.

Um filme que eu nunca tinha visto é “Miracle on 34th Street”, a primeira versão, de 1947. Achei engraçado que quando eu estava assistindo meu irmão passou e disse: “- Nossa! Que filme velho! Deve ser da década de 70!” Oi? Noção de tempo e história mandou lembranças. Mas o problema mesmo foi que pra ele os anos 70 são algo tão distante quanto pra mim, sei lá, os 1940. Ou talvez ele considere mais distante ainda. Ou talvez eu goste de coisas velhas e ele não, só isso. Bem, o filme. Como já tinha visto a versão “nova” (ainda pode considerar anos 90 novo?), fiquei mais prestando atenção nas mudanças. Devo dizer que a adaptação foi muito bem feita, quero dizer, conseguiram fazer a história atual de uma maneira não forçada. No entanto, prefiro o primeiro. Me pareceu uma história de relações e situações mais reais, mais prováveis. E fiquei muito pensando na mulher (a mãe da menininha que não acredita em nada) trabalhando e tendo um cargo importante na década de 40. Fiquei pensando se isso era algo novo, se aqui no Brasil também era assim… Não sei bem porque, mas talvez eu tenha uma imagem distorcida de que antes não se podia fazer absolutamente nada quando se era mulher. Mas talvez isso tenha mesmo a ver com o lugar, afinal de contas Nova York já tinha solteiras morando sozinhas há bem mais tempo, não é?

E não sei bem porque, mas decidi que “Bridget Jones’ Diary” (2001) também deveria entrar na maratona. Bem, a história começa e termina nas festas de fim de ano, então é apropriado – acho. Não vou entrar na história mesmo porque isso rende muita conversa de mulherzinha, então vamos somente às partes festivas: engraçado isso dos britânicos de almoço de Natal na casa dos vizinhos, né? Quero dizer, não sei bem se é assim mesmo, mas parece que ninguém tem muito problema em passar o dia 25 com pessoas que não são necessariamente a família. Fiquei também pensando nesse campo inglês, que sinceramente parece parado no tempo. Não dá pra ver muita diferença nos filmes que retratam a época atual e o século XIX – mas também os atores são sempre os mesmos…

Estamos quase no final…

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Last Christmas I gave you my heart

  1. Hahahahaha seu irmao é otimo!!!! E agora vc vai ter que escrever um post sobre Bridget Jones, vai!! E gente, jah que vc evocou continuaçoes falando de esqueceram de mim, achei a continuaçao de BJ muuuuuito ruim. Pior do que caretas olhando pra câmera, feitas de proposito (à la Home Alone) sao as falsas caras-e-bocas da Renée Zjqkshq TOTALMENTE CARICATURAIS. Nossa eu odiei ela pra sempre a partir de BJ 2!!!

    • Olivia

      Ah, Bridget é meio só chiliques, não dá pra escrever sobre. E sim, o segundo foi simplesmente horrível, cheio de coisas forçadas e ela como uma completa idiota ao invés de uma mulher normal. E eu nunca fui mto fã da Renee fnsdkfjao, principalmente por causa de Chicago, porque a voz dela irrita mto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s