Beep-beep-mmm-beep-beep, yeah!

Quando eu estava na época dos meus 17, 18 e 19 anos a conversa era sempre a mesma: a maioridade. Vira e mexe tinha alguém chegando aos dezoito, o que suscitava os mesmos comentários invariavelmente, que envolviam: poder ser preso, poder comprar bebidas alcoólicas e poder dirigir. Eu só fiz uso de um dos meus poderes.

***

A verdade é que, como não havia um carro sequer que eu pudesse dirigir, não fazia mesmo sentido desembolsar uma nota para uma habilitação. E assim se passaram uns anos, até que um dia tinha sim um carro que ficava parado na garagem enquanto eu saía horas mais cedo pra pegar ônibus, perdendo preciosas horas de sono. Resolvi dar um basta.

Pisar numa auto-escola veio com todas as ch-ch-ch-changes que o ano de 2012 trouxe até agora. No comecinho de janeiro estava eu lá, fazendo os exames, indo às malditas aulas de legislação (deveria contar como uma matéria de faculdade, são 45 horas!), fazendo prova… E aí chegou a hora de pegar no volante.

Sabe quando o universo sabe sobre determinado assunto mas você permanece uma completa leiga? Sabe aquela coisa que parece ser de conhecimento geral, só que não, porque você não sabe nada sobre aquilo? Então. Carro pra mim é isso. Enquanto todo mundo sabe quais são os pedais do carro simplesmente porque sabem, eu não tinha nem idéia. Tirando a vez que uma amiga minha me ensinou a girar a chave do carro, eu nunca tinha sentado no banco do motorista. Devo dizer, aliás, que é um novo mundo, você vê a vida por um ângulo diferente mesmo.

Desta maneira, está muito cedo pra dizer se as barbeiragens que eu cometo são simplesmente de iniciante ou se eu realmente serei uma péssima motorista (pode ser que essas coisas estejam no sangue mesmo, aí já era). Depois das minhas 9 aulas de direção, posso dizer que já sei o que eu tenho que fazer, embora não saiba quando nem como. Mas é um avanço. Atrapalho o trânsito da Rua Padre Eustáquio, deixo o carro morrer e quando quero passar pra terceira ponho a primeira, mas pelo menos já sei fazer controle de embreagem. Também já me acostumei com a grosseria do trânsito – ou talvez não. Aliás, gostaria de ressaltar como a educação é desvalorizada! Está escrito no automóvel por todos os lados que aquele veículo está sendo dirigido por alguém que NÃO tem carteira e está APRENDENDO para tal, mas as pessoas devem ser analfabetas. Mas voltando: também já aprendi que motoqueiros são mais do que selvagens como o Marlon Brando. Eu não tenho palavras pra descrever, mas sente só: na quinta aula um motoqueiro conseguiu passar num espaço ínfimo entre o meu carro e o meio-fio e foi parar com o pé debaixo da minha roda. Pânico.

***

Quanto ao poder de ir em cana, resolvi que não.

*Ao som de The Beatles – Drive My Car

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Beep-beep-mmm-beep-beep, yeah!

  1. Helen

    Biba, tô doida pra te ver dirigir! E 9 aulas ainda é muito pouco (aliás, eu acho que é muito pouco, já que não tenho carteira) pra se ter segurança ao volante, daqui a pouco você será piloto de testes de alguma montadora. =P

    Ok, acho que essa profissão não deve ser nada legal, mas é só pra dizer que estou na torcida por você! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s