We spend the evening unpacking books from boxes

Há umas semanas atrás eu achei o caminho para um dos submundos da internet: o dos livros. Mas ahn? Pois é. Ao lado dos vídeos de gatinhos, de [insira aqui o seu vídeo preferido] versão autotune, dos clipes toscos das décadas de 80 e 90 que adoramos, da esquecida Sthefany Absoluta, da proliferaçao de gente falando sobre maquiagem, existe também um grupo de pessoas postando vídeos sobre livros.

Tem gente falando de Crepúsculo? É claro. Tem pessoas falando de Harry, best-sellers, literatura clássica, esse novo gênero young adult, distopias, ficção científica, steampunk (aliás, muito interessante isso) e por aí vai. Tem blogs, vlogs e tudo o mais. Achei interessantíssimo e tenho acompanhado vários canais do YouTube e alguns blogs, embora os blogs, apesar de bem escritos e regularmente atualizados nem sempre falem lá de coisa muito boa e fico me perguntando se colocam realmente coisas que os autores querem ler. A impressão que tenho é que muitas vezes enfiam ali livros que receberam grátis de editoras que estão lançando algo novo. Enfim.

Fiquei pensando na quantidade de mundos que existem na internet que a gente nem se dá conta… Me fez lembrar de  uma vez que estava procurando um minueto (é) sem saber o nome e acabei caindo num site de pessoas que se encontram pra dançar minuetos. Ou quando vi que existem fóruns mundiais para discutir tight lacing, que é usar corset para diminuir remodelar a linha da cintura (pessoas acinturadas, como eu, ficam curiosas).

De qualquer maneira, se a internet mudou a maneira como as pessoas lêem, certamente não matou o hábito da leitura. No meu caso, por exemplo, me alertou para o fato de que eu estava lendo menos desde que me formei e passei a trabalhar.

Aqui duas pessoas de vídeos super legais, embora bem diferentes:

– thereadables


Essa menina é muito legal. Mas assim, essa é minha impressão vendo ela falar sobre as leituras dela, mais o fator óculos, delineador (uso tudo, gentch!) e esse efeito legal de cores. O ambiente visual é muito propício a gostar. Mas enfim, ela sempre fala das leituras do mês, geralmente os comentários são relevantes mas nada muito profundo, não. É tipo uma leitura descompromissada, leve. Ela também faz periodicamente vídeos sobre livros + adaptaçao para filme, o que acho bem legal.

– Tatiana Feltrin

Essa daí já vai mais fundo, vê-se que ela fez anotações durante a leitura, busca temas recorrentes, discute o período literário bem como o círculo do autor… Enfim, uma coisa mais acadêmica, pero no mucho (afinal de contas é o YouTube – mas acredito que ela seja da área mesmo). As leituras dela já são mais clássicas, ou mesmo de uma literatura mais… séria. Eu sei dos mil problemas em dizer isso, mas deu pra entender, certo? Ela lê Borges, Saramago, Joyce… Entendeu? Mas ela também lê outras coisas tipo Meg Cabot (assim, particularmente não gosto, mas só pra dar um exemplo da variedade que acho bastante interessante). E eu cheguei nela porque ela também tem vídeos sobre produtos para a pele e maquiagem! Não é o máximo? (Ela também curte coisas asiáticas, que eu ando amando no momento.) Ela foi também quem me levou a esta parte do mundo virtual, o link para todos os outros canais literários e blogs sobre o assunto. Dica do dia: de todo mundo que já vi, ela é realmente de quem gosto mais. Bueno.

Entonces c’est ça. Aí está como a internet salvou meu hábito de leitura.

*Ao som de Maximo Park – Books From Boxes

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s