Da série: Porque devemos amar a internet

Outro dia eu estava desbravando o mundo maravilhoso em busca de uma música. Não era uma música qualquer. Era um minueto.

Acho que já disse em algum post sobre fitas cassete, mas tenho que reafirmar que aqui em casa elas reinaram durante um bom tempo como absolutas. Ninguém aqui tinha dinheiro pra sair comprando LPs e, mais tarde, CDs, então as fitas eram o porto seguro, a garantia de poder escutar a mesma música incontáveis vezes. O único problema era que meu pai, quem gravava tudo que achava bom, nunca foi fã de anotar os nomes das músicas e artistas na capinha. Assim, numa era pré aplicativos que descobrem o nome da canção, escutávamos tudo sem ter idéia do que era.

Havia uma fitinha só de minuetos. Sério. E a gente colocava pra escutar e adorava, dois em especial. E outro dia vendo um filme (A Royal Affair) eis o minueto que a gente tanto gostava e que ficou perdido no tempo. Terminado o filme fui em busca das informações, decidida. Mas eis que encontro isso:

E esse ainda está bonitinho. Tem um monte. Um monte! E pelo que pude notar são vários clubes e associações ao redor do mundo que se reúnem e promovem bailes nos quais todos vão à caráter e dançam como na época que pretendem representar. Tem de tudo: minueto, danças medievais, cotillon…

Mas para ficar com uma imagem mais bonitinha, aí vai de um grupo profissa. E era justamente esse minueto que eu estava procurando:

*Ao som de Haendel – Wassermusik

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s