Arquivo da tag: músicas

I’m on the top of the world looking down on creation #1

Resolvi massificar a produção aqui e uma das maneiras de atingir isso é produzir em séries. Então agora, se a disciplina assim o permitir, toda sexta feira tentarei meditar sobre as músicas que eu mais curti ou que mais me interessaram durante a semana. Talvez isso seja bom mesmo pra me forçar a não cair naqueles negros períodos musicais, nos quais a gente perde o rumo da vida, entra na depressão e acaba escutando coisas esdrúxulas. Geralmente isso é provocado pela alma nostálgica que sai pelo Youtube procurando vídeos de músicas que eu costumava escutar na tenra juventude (foi o que aconteceu quando lembrei da época de boy bands).

Mas entrando no assunto propriamente dito, aqui vão as três músicas desta semana:

– Oh, Marcello! (Regina Spektor)


Ai, gente, que injustiça essa voz toda plus efeitos brincalhões pertencerem a uma pessoa só. Eu geralmente não curto esse pessoal que faz muita firula experimental com a voz, tipo a Björk (mas tá, eu também nunca realmente parei pra escutar a mulher, pode ser até que eu goste), mas a Regina tem uma voz tão bonita e parece que ela está se divertindo mesmo com a música. (Tô me sentindo como aqueles apreciadores de vinho que ficam descrevendo o sabor no estilo: “o aroma deste lembra os campos da Toscana e o sabor amadeirado remete às colinas das Highlands”.) Fora o acento italiano, muito engraçadinha essa Regina Spektor. Estou com os versos “I’m just a soul whose intentions are good- OOH-OOH-OOH-OOH-OOH!” na cabeça há dias e dias. Tomara que eu enjoe logo, porque música na cabeça pra mim significa escutá-la to-da-ho-ra.

– Aleli (Los Broster)


Eu curto essas cordas estilo latino, mais especificamente estilo andino. Esse grupo aí é argentino e vim a escutar porque eles vão tocar em um festival daqui da terrinha. Eu gosto dessas coisas bagunçadas, muitas vozes, música festa, sabe? Não música de festa como se conhece normalmente, tipo ABBA, Balão Mágico e Bee Gees. Mas essa festa pra fazer a música, sabe? Como se nada fosse muito ensaiado, nada muito certinho. Eu acho legal, e esse pessoal aí segue nesse estilo.
Dá pra baixar o EP deles de graça e legalmente (ou só escutar) no site do grupo, aqui.

– With a Smile and a Song (Trilha sonora de “Branca de Neve”)


Estou roubando, porque essa semana basicamente só ouvi mesmo Regina e os argentinos, mas como hoje estava me preparando espiritualmente para encarnar a Branca de Neve amanhã no baile de fantasias, fiquei escutando essas musiquinhas. Eu acho que com o passar do tempo eu vou ficando mais idiota, porque quando era pequena nem via graça nesses animaizinhos e agora acho uma graça! Tão bonitinhos os guaxinins correndo pra ver quem está cantando! Mas então, a Branca de Neve é muito lady e princesa de verdade, porque aqueles gestos com os braços são de uma delicadeza e inocência não humanas. Ou pode ser que seja só meu jeito meio ogro, mas eu tentei imitar (pois é) e não deu certo. Nossa semelhança acaba no cabelo curto.

É isso aê, duas pessoas que lêem isso aqui. Bem que vocês podiam me dizer as suas musiquitchas da semana também, hein! Sabem como é, interação. Interatividade agora é a palavra da vez, mano.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized